Enxuga aí

A melhor tendência para 2019 ainda é a mesma: ser lean


A capacidade de agregar valor ao cliente é o que fará a grande diferença entre as empresas que farão sucesso e as que fracassarão

Flávio Augusto Picchi

O fim de ano chegou, e nestas épocas o que não falta é aquele tradicional “festival de tendências” sobre o que deverá ocorrer no ano seguinte.

É gente tentando apontar quais serão os negócios mais lucrativos, as startups que deverão bombar, as profissões mais procuradas, os cargos que serão mais valorizados, as tecnologias que estarão mais emergentes no mercado... E por aí vai.

Claro que é preciso ficar atento sobre quais serão as bolas da vez, as oportunidades que vão se abrir em 2019.

Mas independentemente do que estará em alta no ano que vem, há uma base que nunca muda e que certamente não vai mudar para o próximo período: a necessidade de continuar evoluindo, sempre, a mentalidade da gestão.

Isso significa, no contexto das empresas, buscar, cada vez mais, a agregação de valor em tudo o que se faz, olhar cotidianamente os processos sempre pelo ponto de vista dos clientes e questionar, a todo momento, se os processos da companhia estão, concretamente, criando valor para quem paga por eles.

Não importa que tipo de organização ou produto estará em alta em 2019. Em todos os casos, será a capacidade de agregar valor ao cliente que fará a grande diferença entre as empresas que farão sucesso e as que fracassarão.

E, pensando em cada pessoa, independentemente do cargo, profissão ou ramo de atividade, cada vez mais as pessoas precisarão abandonar a velha postura “passiva” no trabalho de apenas seguir ordens ou fazer aquilo que sempre foi feito.

Continuará sendo fundamental para todos fortalecer outro tipo de atitude: aguçar a consciência crítica sobre o trabalho que se faz, buscando encontrar e eliminar desperdícios e resolver problemas todos os dias.

No mundo dos negócios e do trabalho, tendências mudam a todo momento. Elas vêm e vão, muitas vezes de forma rápida e repentina. Assim, independentemente dos caminhos a se seguir, adote uma base que certamente não muda e que vai lhe diferenciar em tudo o que fizer: “seja lean”.

E feliz 2019!

P.S.: A coluna retorna em fevereiro 2019.

*Flávio Picchi é presidente do Lean Institute Brasil e Prof. Dr. da Unicamp


Publicado em 19/12/2018


Faça seu comentário abaixo.
Eventos
    23 ABR
Teatro Frei Caneca
São Paulo - SP
Artigos
 
– Jim Womack
Publicações
 
– Mike Rother / John Sh...
Lançamento