Outros

Alunos de engenharia de sistemas e industrial da Oakland University utilizam o pensamento lean para melhorar as operações e otimizar o espaço no armazém da Humble Design


Em Pontiac, uma organização sem fins lucrativos fornece móveis para indivíduos e famílias que acabaram de sair das ruas

Oakland University Magazine

Utilizando o pensamento lean, os estudantes de Engenharia de Sistemas e Industrial (ISE) da Oakland University (OU) Monisha Vasudeva e Sagar Bajaj estão ajudando a Humble Design – uma organização sem fins lucrativos que fornece móveis para indivíduos e famílias que acabaram de sair das ruas – a melhorar suas operações e otimizar o espaço dentro do armazém da organização em Pontiac, Michigan.

Um projeto colaborativo entre o departamento de ISE da Oakland University, o Pawley Lean Institute da OU e o Lean Enterprise Institute está ajudando a Humble Design a melhorar as operações e otimizar o espaço dentro de seu armazém em Pontiac.

“Estamos entusiasmados por apoiar o excelente trabalho da Humble Design”, disse Robert Van Til, Ph.D., professor de estudos lean da Pawley e presidente do departamento de Engenharia Industrial e de Sistemas (ISE) da Oakland University.

O projeto é o resultado de uma colaboração contínua entre o departamento de ISE da Oakland University, o Pawley Lean Institute da OU e o Lean Enterprise Institute (LEI), de Boston, que foi fundado pelo pai do movimento lean, o Dr. James P. Womack.

O LEI, por meio do Fundo de Bolsas de Estudo e Filantropia James P. Womack (JPW Fund), recentemente forneceu uma doação inicial de US$ 10.000 à Oakland University para ser usada para colocar os estudantes do ISE em estágios remunerados em organizações de serviços comunitários como a Humble Design, onde serão capaz de continuar seu processo de aprendizagem lean e ajudar a organização a melhorar seu desempenho.

“Vemos esse trabalho como uma oportunidade para ajudar a Humble Design a seguir em frente e esperamos que outros estudantes aproveitem esse estágio apoiado pelo LEI”, disse Dennis Wade, diretor do Pawley Lean Institute.

Localizado na Rua N. Saginaw, 180, em Pontiac, a Humble Design atende a indivíduos, famílias e veteranos que acabaram de sair das ruas, transformando casas vazias em casas aconchegantes, acolhedoras e inspiradoras, com móveis e utensílios domésticos doados.

“Quando alguém é encaminhado para nós, nós nos encontramos com eles em suas casas, a fim de conhecê-los e de conhecer sua nova casa”, disse Laura Corp, gerente de operações da Humble Design. “Em seguida, fornecemos um serviço completo de design para eles com mercadorias doadas de nosso armazém”.

“Damos tudo a nossos clientes, de camas a talheres e obras de arte, e tudo é escolhido especificamente para eles”, acrescentou. “Dar a alguém uma casa cheia de móveis faz com que se sintam seguros, felizes e estáveis. Isso lhes dá algo pelo que lutar”.

Nos últimos meses, Vasudeva e Bajaj têm trabalhado para melhorar as operações dentro do armazém de 12.000 pés quadrados (aproximadamente 3.600 metros quadrados) da organização em Pontiac – um dos quatro locais da Humble Design nos Estados Unidos.

“Como a Humble Design é uma organização sem fins lucrativos, suas operações variam quando comparadas a uma empresa manufatureira ou qualquer outra empresa”, disse Vasudeva. “A parte mais desafiadora do processo é o tempo necessário para entender o pensamento e a cultura básicos da organização, que é a chave para a implementação do lean”.

Esse esboço mostra como os alunos da OU planejam usar prateleiras para otimizar o espaço.

“Quando o lean é implementado sem entender a cultura, os resultados esperados não são entregues”, acrescentou. “A única maneira possível de superar esse desafio é fazer muitas perguntas em aberto às pessoas que trabalham para a organização sobre seu trabalho, os problemas que enfrentam, as áreas críticas de melhoria e assim por diante. Assim, em todas as nossas visitas à Humble Design, passávamos muito tempo fazendo perguntas e tentando entender o pensamento e a cultura básicos”.

Os colaboradores da Humble Design, os membros do corpo docente do ISE, os membros do corpo docente da OU associados ao Pawley Lean Institute e os representantes do LEI têm prestado assistência e orientação aos alunos durante todo o processo.

“Meu papel é ajudar a desenvolver o pensamento e a prática lean com os alunos da OU Monisha e Sagar, bem como com a Humble Design”, disse Matt Zayko, coach e membro do LEI que orienta os alunos.

“Desenvolvemos esse pensamento usando o método científico para selecionar contramedidas para ajudar a Humble Design a superar os problemas críticos que os afetam”, acrescentou. “Passamos muito tempo nos estágios iniciais, identificando claramente o problema a ser tratado e usando o processo de pensamento A3 para que as pessoas permaneçam alinhadas e focadas na mesma visão e objetivo”.

Vasudeva e Bajaj já fizeram várias melhorias no armazém, incluindo:

  • Otimizar o espaço categorizando o armazém total em três seções: Seção A (tapetes e sofás), Seção B (móveis, estrados, colchões e produtos de higiene) e Seção C (utensílios de cozinha, luminárias, estação de trabalho do designer, brinquedos, arte, lençóis, cortinas e eletrônicos);
  • Implementar novos regulamentos de segurança dentro do armazém;
  • Categorizar itens no armazém com base em cor, tamanho e forma;

As prateleiras recém-instaladas no armazém da Humble Design ajudam a otimizar o espaço.

  • Usar prateleiras para colocar com eficiência móveis, tapetes, estrados de metal etc. com base em seu tamanho, peso e altura, utilizando o espaço vertical do armazém, em vez do espaço horizontal;
  • Identificação e eliminação de desperdícios, organizando a reciclagem duas vezes por semana, em vez de uma vez por semana.

“Ter dois estudantes dedicados a estudar nosso armazém e nossas operações e nos ajudar a encontrar maneiras criativas de tornar os dois mais eficientes tem sido maravilhoso”, disse Corp. “Está nos ajudando a resolver problemas que aceitamos há muito tempo. Estamos mudando lentamente nossa maneira de pensar de ‘o que podemos fazer em uma semana com nossas limitações’ para ‘qual é a necessidade e o que podemos fazer para atender à necessidade que existe’”.

Embora muitas melhorias já tenham sido feitas, Corp disse que os estudantes da UO continuam trabalhando com a Humble Design para encontrar ainda mais maneiras de otimizar o espaço e atender melhor a comunidade de moradores de rua.

“As melhorias até agora foram principalmente relacionadas à segurança”, disse ela. “As outras melhorias nas quais estamos trabalhando, como estantes adicionais, não apenas tornarão o armazém mais seguro, como também tornarão todos os nossos itens mais fáceis de enxergar e acessar, o que será monumental para nossos designers e gerentes de armazém. Também permitirá que nossas doações permaneçam com  uma boa apresentação, pois atualmente temos que empilhar tudo um sobre o outro. Quando dezembro chegar, esse deve parecer um armazém bem diferente!”.

Para saber mais sobre a Humble Design, visite www.humbledesign.org (em inglês).

Para mais informações sobre os programas de Engenharia de Sistemas e Industrial da Oakland University, visite www.oakland.edu/secs/departments/ise (em inglês).

Para saber mais sobre o Pawley Lean Institute, visite www.oakland.edu/lean (em inglês).

Para mais informações sobre o Lean Enterprise Institute, visite www.lean.org (em inglês).

Para saber mais sobre o Fundo de Bolsas de Estudo e Filantropia James P. Womack, visite www.jpwfund.org (em inglês).

Fonte: Oakland University Magazine


Publicado em 16/01/2020

Clique aqui para baixar este artigo em PDF.

Faça seu comentário abaixo.
Eventos
02 03 SET
Lean Summit 2020                                 
Transamérica Expo Cente...
São Paulo - SP
Artigos
 
– MICHAEL BALLÉ
FAB...
Publicações
 
– Alexandre Cardoso / J...
Lançamento